sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Delegacia Eletrônica de SP ultrapassa a marca de 2.700.000 solicitações de boletins


Do portal da Polícia Civil de São Paulo
Imagem: Reprodução/portal da SSP-SP
Dez anos de existência. Cem funcionários. Atendimento 24 horas. Os números alcançados pela Delegacia Eletrônica são grandiosos. Apenas em 2009 – ano recorde de acessos: 720.775 -, o setor registrou 24% de todos os furtos de veículo ocorridos no Estado (ou seja, 27.428), e ao completar uma década chegou à extraordinária marca de 2.734.102 solicitações de boletins eletrônicos de ocorrência (B.E.O’s).
De acordo com um estudo realizado pela Secretaria de Gestão Pública de São Paulo, de 2003 a outubro de 2009, a Delegacia Eletrônica proporcionou ao Estado uma economia de R$ 22.669.855,46. O cálculo é mostrado no site http://www.relogiodaeconomia.sp.gov.br, que simula ainda quanto uma pessoa economizaria ao registrar um boletim de ocorrência pela Internet ao invés de fazê-lo pessoalmente em uma delegacia de polícia convencional.
“A Delegacia Eletrônica é, atualmente, um serviço essencial ao Estado. Faz parte do rol de benefícios que a tecnologia da informação proporcionou às organizações públicas, trazendo à baila oportunidades, sem precedentes, para a otimização de processos internos e dos serviços prestados ao usuário”, ressaltou a delegada coordenadora da unidade, Adriana Liporoni.
Mais do que em números, o trabalho dos policiais dessa unidade é medido pelo retorno dos próprios declarantes, que demonstram plena aceitação e aprovação do serviço em mensagens enviadas ao endereço eletrônico do Fale Conosco da Polícia Civil: webpol@policiacivil.sp.gov.br . “Através deste serviço recebemos elogios, críticas, sugestões, denúncias sobre sequestros, procurados da Justiça, locais de tráfico de drogas e também abduções alienígenas, lavagem cerebral, complôs internacionais envolvendo grandes empresas, entre outros”, conta Rosana Pegoraro, encarregada de equipe, referindo-se também aos casos curiosos que a delegacia recebe pelo e-mail.
Autorizados ou negados, todos os pedidos de B.E.O são minuciosamente analisados por pesquisas civis e criminais, além de veiculares e de duplicidade de solicitação de B.E.O. Trabalho seguido de contato telefônico com o usuário para confirmação dos fatos. “A análise das solicitações requer uma série de pesquisas em vários bancos, estadual e federal, e exige atenção ao avaliar o histórico dos fatos, pois nem sempre a natureza narrada é passível de registro pela Internet”, explica a chefe de equipe Marilda do Prado. Mesmo nesses casos, o declarante recebe por e-mail uma justificativa e orientação para registro da ocorrência.
Nos seus 10 anos de história, a Delegacia Eletrônica evoluiu material e humanamente. A planilha tem espaço para mais informações (como um número de celular, o que faz muita diferença) e os recursos técnicos são mais abrangentes, graças ao Infoseg (Rede de Integração Nacional de Informações de Segurança) e ao R.D.O (Registro Digital de Ocorrência).
“Com o Infoseg, a partir de um CPF se verifica o nome da pessoa, data de nascimento, título de eleitor, endereço; pesquisamos R.G’s de outros Estados, número de C.N.P.J, para verificar nomes de proprietários de empresas. E com o R.D.O, verificamos duplicidade de comunicação de crimes”, explica Renata Cavalcanti, escrivã de polícia da unidade há 7 anos.
Cada policial da Delegacia Eletrônica analisa em média 80 B.E.O’s por plantão de 12 horas, número que não poucas vezes chega a 100, 120 B.E.O’s. “O cumprimento do plantão é mais que horário de trabalho, é desdobramento para atender a grande demanda diária”, destaca Marilda do Prado. A cada 24 horas, a delegacia recebe aproximadamente 3.000 pedidos de boletim, número que aumenta grandemente após eventos envolvendo grande público, como o carnaval, e ocorrências da natureza. “Devido às chuvas, muitas placas de veículo são perdidas. Num dia de chuva forte, chegam a ser registrados 150 B.E.O’s de extravio de placas”, conta Sueli Marques, agente de telecomunicações da delegacia desde sua inauguração.
Para a delegada Adriana Liporoni, nesses “10 anos de trabalho, realizados com excelência, sob coordenação de notáveis delegados de polícia”, quando “se verificou importante aumento no setor de atendimentos on-line, gerando expressiva diminuição do fluxo de registros policiais junto às delegacias”, a tendência é a ampliação do setor, “o que permitirá, num futuro próximo, o tratamento de grande parte das ocorrências criminais através da Internet”, excetuando-se, acrescentou, os casos de flagrância.
Momentos de pico da demanda, como em outubro de 2008, quando os policiais da delegacia avaliaram, apenas na semana de 9 a 13, 19.442 solicitações de B.E.O’s – o que só foi possível com a realização de um ‘mutirão’, ou seja, escalas de reforço com suspensão de folgas e férias; pedidos de orientação dos mais variados; e tato para lidar com declarantes procurados da Justiça são alguns dos aspectos do trabalho na Delegacia Eletrônica, unidade de verdadeiro sucesso na Polícia Civil.
Um dos muitos exemplos de casos em que procurados da Justiça foram detidos pela ação de policiais da unidade ocorreu em 2002, quando, em 15 de março, uma solicitação de B.E.O por furto de placas levou à prisão o declarante Sandro A.C., procurado da Justiça e condenado a 15 anos de reclusão por roubo seguido de morte. Sandro havia sido mostrado no programa Linha Direta, da Rede Globo, e com a tentativa de registro do B.E.O, trabalhado pela agente Sueli Marques, foi preso por policiais do 15º DP (Itaim Bibi). As informações são da Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado de São Paulo.

Extraído do Blog do Delegado
http://blogdodelegado.wordpress.com/2010/02/15/delegacia-eletronica-de-sp-ultrapassa-a-marca-de-2-700-000-solicitacoes-de-boletins/

3 comentários:

jr pit boy cpf14933389861 disse...

delegada de policia adriana liporoni uma das mais bonitas e inteligentes do qerido estado de sao paulo...www.jrpitboycpf14933389861.com.br

JR PIT BOY CPF14933389861 disse...

DELEGADA CORREGEDORA DE POLICIA CIVIL DO ESTADO DE SAO PAULO JULIANA PEREIRA RIBEIRO GODOY RODRIGUES...

JR PIT BOY CPF14933389861 disse...

DELEGADO DE POLICIA TITULAR DE TELECOMUNICAÇOES MANOEL MESSIAS DELEGADO DE POLICIA AJUNTO DE TELECOMUNICAÇOES RENATO SANSONE...